CELEBRAÇÃO DA ESPERANÇA



1. ACOLHIDA
Dir.: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Todos: Amém.

Dir.: Caros irmãos e irmãs, nós nos reunimos para pedir a Deus pelos nossos irmãos e irmãs falecidos, mas de modo especial por N... (nome do falecido). Fazemos isso porque acreditamos que a morte não é o fim, mas uma passagem. A igreja nos diz na missa pelos mortos: “A vida não é tirada, mas mudada”. E São Paulo nos diz: “Sabemos que aquele que ressuscitou ao Senhor Jesus nos ressuscitará também com Ele”. Assim, acima da nossa dor pela separação, devemos colocar nossa fé na ressurreição dos mortos. Expressemos, então, nossa confiança no Deus da ressurreição.

2. PROFISSÃO DE FÉ

Todos: Creio em Deus Pai todo-poderoso...,... Amém!

Dir.: Cremos, Senhor, mas aumentai a nossa fé. Nós vos confiamos o(a) nosso(a) irmão(a) N... Acolhei-o(a) junto de vós. Já que sua vida não foi tirada, mas transformada, concedei-lhe agora a felicidade da vida eterna. Isto Vos pedimos por Jesus Cristo, por nós morto e ressuscitado, e que agora convosco vive e reina na Unidade do Espírito Santo.
Todos: Amém.

3. PEDIDOS DE PERDÃO

Dir.: Para que nossa oração seja sincera e manifeste realmente a nossa união, peçamos perdão de tudo o que nos desune do nosso Pai celeste, arrependendo-nos de nossas faltas.
Leitor: Nós cremos em Vós, ó Deus, mas nem sempre vivemos de acordo com essa fé; esquecemos vossos mandamentos e prejudicamos os nossos semelhantes. Por isso, Senhor, tende piedade de nós.
Todos: Senhor, tende piedade de nós.
Leitor: Jesus Cristo, Filho eterno de Deus Pai, morrendo na cruz e ressuscitado, sois a fonte da vida eterna. Perdoai o mal que fizemos contra nossos semelhantes e a nossa omissão. Por isso, Cristo, tende piedade de nós.
Todos: Cristo , tende piedade de nós.
Leitor: Espírito Santo, que sois um só Deus com o Pai eterno e com Jesus, derramastes a Vossa própria vida em nosso corpo e em nossa alma. Vós sois a certeza da felicidade eterna para todos. Senhor, perdoai todas as vezes que não nos deixamos guiar pelo Espírito e não valorizamos a vida que vem de Vós. Por isso, Senhor, tende piedade de nós.
Todos: Senhor, tende piedade de nós.

Dir.: Pai de misericórdia e Deus de toda consolação, Vós nos acompanhais com amor eterno, transformando as sombras da morte em aurora de vida. Olhai agora compassivas as lágrimas dos vossos filhos. Dai-nos, Senhor, Vossa força e proteção para que a tristeza se ilumine com a luz da Vossa paz. O Vosso Filho e Senhor nosso, morrendo destruiu nossa morte, e ressurgindo deu-nos novamente a vida. Dai-nos a graça de ir ao seu encontro para que, após a caminhada desta vida estejamos um dia reunidos com nossos irmãos e irmãs, onde todas as lágrimas serão enxugadas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na Unidade do Espírito Santo.
Todos: Amém.

4. EVANGELHO
Dir.: Evangelho de Jesus Cristo escrito por São João (14,1-3)
Todos: Glória a Vós, Senhor.
Dir.: Disse Jesus: “Não fique perturbado o coração de vocês. Acreditem em Deus e acreditem também em mim. Existem muitas moradas na casa de meu Pai. Se não fosse assim, eu lhes teria dito, porque vou preparar um lugar para vocês. E quando eu for e lhes tiver preparado um lugar, voltarei e levarei vocês comigo, para que onde eu estiver, estejam vocês também”. Palavra da Salvação.
Todos: Glória a Vós Senhor.

5. RELFEXÃO
Meus irmãos e irmãs, se na casa do Pai existem moradas e essas moradas não foram feitas pelo homem, mas são obras de Deus, então, a morte não é o fim, pois Cristo tornou para nós a Ressurreição e a Vida. Dessa forma, com a morte, iniciamos uma outra vida, vida de alegria, de paz e de felicidade. É a vida para além da morte. A morte é o chamado de Deus para habitarmos uma das moradas do Pai, vermos a Deus tal qual Ele é; e isto por toda a eternidade.
Para nós cristãos, nós que cremos no “Deus dos vivos”, resta-nos a esperança de um dia voltarmos também a casa do Pai e nos encontrarmos novamente com nossos familiares, amigos, irmãos e irmãs.
Então, formaremos todos uma só família, a família de Deus, onde viveremos como irmãos e irmãs, participando da própria vida do Pai.

6. ORAÇÃO DOS FIÉIS
Dir.: Façamos a Deus, que é fonte da vida, nossas preces comunitárias pelos vivos e pelos mortos.

Leitor: Pelo nosso(a) irmão(ã) N... que recebeu no Batismo a semente da vida eterna, para que Deus lhe conceda o convívio dos santos, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.
Leitor: Para que suas boas obras o(a) acompanhem juntamente com nossas orações, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.
Leitor: Para que neste momento de dor e tristeza, a esperança na vida eterna seja conforto para seus familiares e amigos, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.
Leitor: Por todos os falecidos de nossa comunidade, para que participem da glória de Deus, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.
Leitor: Para que valorizemos sempre mais a nossa vida, e a vida daqueles que convivem conosco, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.
Leitor: Por todos que sofrem, para que nunca se julguem abandonados por Deus, rezemos ao Senhor.
Todos: Senhor, escutai a nossa prece.

Dir.: Pai de bondade, recebei junto de Vós N... para que entre todos os santos possa reinar convosco na luz da vossa glória. Por Cristo, Nosso Senhor.
Todos: Amém!

7. RITO DE ENCOMENDAÇÃO
Dir.: Quando nos despedimos de alguém que amamos e admiramos, é sempre um momento difícil. Está chegando a hora de nos despedirmos deste(a) nosso(a) irmão(ã). Entreguemos a sua vida a Deus para que Ele o(a) acolha na sua morada. Com fé e confiança, recomendemos o(a) nosso(a) irmão(ã) N... ao Pai de misericórdia, acompanhando(a) com nossas preces. Ele(a) que recebeu no Batismo a adoção dos filhos e das filhas de Deus, seja agora convidado(a) a participar nos céus no convívio dos santos e santas, e torne-se herdeiro(a) das promessas eternas. Rezemos também por aqueles que hoje choram, para que um dia, com nosso(a) irmão(ã), possamos ir ao encontro de Cristo, quando Ele, em nossa vida, aparecer na sua glória.
Nas vossas mãos, Pai de misericórdia, entregamos nosso(a) irmão(ã), N... na firme esperança de que ele(a) ressurgirá com Cristo no último dia, com todos os que no Cristo adormeceram. Escutai na vossa misericórdia as nossas preces: abri para ele(a) as portas do paraíso, e a nós, que ficamos, concedei que nos consolemos mutuamente com as palavras da fé, até o dia que nos encontraremos todos no Cristo e assim estaremos sempre convosco. Por Cristo, Nosso Senhor.
Todos: Amém!
Dir.: Dai-lhe, Senhor o descanso eterno.
Todos: E a luz perpétua o(a) ilumine.

ASPERGE-SE A CORPO COM ÁGUA BENTA, ESQUANTO SE REZA:

Pai-Nosso... Ave-Maria...

Canto: Com minha Mãe estarei na santa glória um dia, junto a virgem Maria no céu triunfarei. No céu, no céu, com minha Mãe estarei. No céu, no céu, com minha mãe estarei.


8. BÊNÇÃO FINAL
Dir.: Só conseguiremos a vida eterna se aqui e agora soubermos construir a paz, promover a unidade, semear o amor. A homenagem mais valiosa que podemos prestar a N... é recordar somente os bons exemplos que nos deixou e as boas obras que realizou.
Dir.: O Senhor esteja convosco.
Todos: Ele está no meio de nós.
Dir.: O Deus de toda consolação nos dê a sua bênção. Ele que na sua bondade criou o ser humano e deu aos que crêem em seu Filho ressuscitado a esperança da Ressurreição.
Todos: Amém!
Dir.: Deus nos conceda o perdão dos pecados e a todos os que morreram, a paz e a luz eterna.
Todos: Amém!
Dir.: E todos nós, crendo que Cristo ressuscitou dentro os mortos, vivamos eternamente com Ele.
Todos: Amém!
Dir.: Abençoe-nos Deus Todo Poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.
Todos: Amém!
Dir.: A certeza da ressurreição seja nossa força e nossa alegria. Permaneçamos em paz e que o Senhor nos acompanhe hoje e sempre.
Todos: Graças a Deus.

Canto: Se as águas do mar da vida quiserem te afogar, segura na mão de Deus e vai. Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar, segura na mão de Deus e vai. Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus, pois ela, ela te sustentará. Não temas segue adiante e não olhes para trás. Segura na mão de Deus e vai.